Rua Garibaldi 444, sala 201

Caxias do Sul- RS, 95080-190

📞(54) 3536-7773 / (telefone)
📲 (54) 99169-8306 (whatsapp)

Segunda- Sexta: 08:30 - 18:00

notícias:

A Clínica Zucchetto está, sempre, de olho nas novidades do mundo da oftalmologia. Acompanhe algumas das maiores notícias e adentre neste mundo conosco, com a qualidade, conhecida, que sempre prestamos nossos serviços.

Coristoma Ocular

homem com coristoma

Por definição, o coristoma ocular é uma massa de tecido normal, presente em localização anormal. É considerado lesão congênita comum, com pouco potencial de crescimento. Diferentemente das neoplasias (câncer), os coristomas não crescem, ou crescem muito pouco. Também difere de Hamartoma, o qual consiste no crescimento desorganizado de um tecido em localização normal.

Três tipos de coristomas oculares são encontrados na conjuntiva

Coristoma Ocular Dermoide Sólido Limbar

Compacto e unilateral, o Coristoma Ocular Dermoide Sólido Limbar é geralmente composto por pele, cabelo e / ou gordura e aparece no limbo inferotemporal. Em sua grande maioria, os cistos são superficiais e envolvem minimamente a córnea e a esclera, porém alguns tumores podem penetrar estas estruturas.

Existem dois tipos principais de dermoides que ocorrem nos olhos ou ao redor deles. O orbitário, normalmente é encontrado próximos aos ossos da cavidade ocular. Raramente este cisto pode causar perda de visão no olho afetado. Entretanto, há o risco de que possa se romper e causar uma reação inflamatória pela liberação de seu conteúdo. Por isso, há a recomendação de sua remoção.

Já o epibulbar, que é encontrado na superfície do olho, possui dois locais típicos. Um deles é na junção da córnea e da esclera, chamado de dermoide perilimbar. O outro é na superfície do olho, onde as pálpebras se encontram no canto temporal, que é chamado de dermolipoma.  Nem sempre estes cistos precisam ser removidos, para isso é preciso acompanhamento constante da lesão com o oftalmologista. Às vezes, podem ser encontrados em pessoas com síndrome de Goldenhar, síndrome do nevo sebáceo linear e lipomatose encefalocraniocutânea.

Se necessária a remoção do coristoma ocular, a mesma se dá através de procedimento cirúrgico chamado Exérese. A cirurgia consiste em remover o tumor da córnea e esclera. Entretanto, para a excisão completa, geralmente é necessário transplante lamelar ou penetrante da córnea, o qual substitui as camadas anteriores da córnea e preserva as camadas internas, onde se encontra o endotélio. Coloboma de pálpebra pode ocorrer em associação com dermoides limbares. 

Coristoma Ocular Dermolipoma

Dermolipoma é um tumor do tipo disgenético, raro, benigno, em geral presente ao nascimento ou nos primeiros anos de vida. Possui aspecto clínico característico, o que permite o seu reconhecimento sem dificuldade.Menos densos, os cistos contêm mais tecido adiposo que os dermoides sólidos. Os dermolipomas geralmente são assintomáticos, mas ocasionalmente a massa pode pressionar o globo e produzir astigmatismo.

São verdadeiros coristomas oculares, pois tecido gorduroso não é usualmente achado anteriormente ao septo orbital. Ocorrem tipicamente na conjuntiva bulbar temporal superior. Podem se estender do limbo à face posterior do globo ocular e órbita, entre os músculos retos superior e lateral. Por isso, deve-se ter muito cuidado na exérese cirúrgica, sendo esta usualmente feita apenas de forma parcial, retirando-se apenas sua porção anterior, devido ao grande risco de lesão das estruturas intraorbitais.

Dermoides ou dermolipomas bilaterais são encontrados em crianças com a Síndrome de Goldenhar (displasia oculoauriculovertebral). 

Coristoma Ocular Complexo

Coristoma complexo é uma lesão congênita não hereditária que consiste em uma variável combinação de tecidos ectópicos como cartilagem, tecido adiposo, tecido muscular e glandular. Apresentam uma variação considerável, desde uma lesão pequena e minimamente sintomática, a uma lesão grande que envolve a conjuntiva e atinge uma porção da córnea. Clinicamente, lembram muito dermoides e dermolipomas.

O tratamento depende do tamanho, localização e efeitos mecânicos da lesão nas estruturas adjacentes.Quando formado por grande quantidade de tecido glandular, pode ser confundido com glândula lacrimal ectópica. Como tendem a invadir o globo ocular, sua exérese normalmente é necessária. 

Em geral, os coristomas oculares são lesões expansivas mais comuns da órbita na infância e representam 6% dos tumores orbitários e 2% de todas as afecções da órbita. Geralmente diagnosticado na infância, mas pode ser diagnosticado em qualquer idade. 

Categorias

Fique por dentro!

Veja as novidades:

O OUTONO E A DOENÇA OCULAR.

O outono é a estação do ano que traz como características a pouca incidência de chuva, o ar seco e as mudanças de temperatura repentinas. Tais características, por vezes, acabam por agravar doenças respiratórias e provocar irritações alérgicas, inclusive, as oculares.

SAIBA MAIS »

BLEFAROPLASTIA – CIRURGIA DE PÁLPEBRAS

A Blefaroplastia é uma cirurgia que tem como objetivo corrigir as pálpebras, tanto na parte superior dos olhos quanto na inferior. Este procedimento cirúrgico visa reparar a estética e a funcionalidade das pálpebras ao retirar o excesso de pele e as bolsas de gordura ao redor dos olhos, além de melhor posicionar as pálpebras e remover rugas.

SAIBA MAIS »

Coristoma Ocular

O coristoma é uma massa de tecido normal, presente em localização anormal. Em geral, os mesmos não crescem, ou crescem muito pouco. São lesões congênitas comuns e benignas, em sua maioria, que podem ser diagnosticados a partir da infância. O tratamento, em geral, consiste na observação ou retirada através de cirurgia.

SAIBA MAIS »

GLAUCOMA CONGÊNITO INFANTIL

O glaucoma primário infantil é um defeito congênito raro que impede que o líquido seja drenado de maneira apropriada da parte frontal do olho. Esse bloqueio aumenta a pressão ocular, o que, se deixado sem tratamento, pode causar cegueira completa.

SAIBA MAIS »

Glaucoma pode provocar cegueira irreversível.

Glaucoma é uma doença ocular que, se não tratada, pode provocar cegueira irreversível. Causada prelo aumento da pressão intraocular, seus sintomas são silenciosos e ela atinge, especialmente, pessoas acima dos 40 anos.

SAIBA MAIS »

A Saúde Ocular e as Flutuações Hormonais na Mulher

Pesquisas apontam que, apesar das doenças oculares atingirem homens e mulheres igualmente, são elas as mais prejudicadas com as doenças na visão em razão das flutuações hormonais. Além disso, algumas destas doenças incidem mais no sexo feminino, entre elas, a catarata e o olho seco, que afeta principalmente grávidas e mulheres na menopausa.

SAIBA MAIS »

Gostou do conteúdo?

Compartilhe nas Redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Open chat
Olá!
Como Podemos lhe Ajudar?
😊
Powered by